Fechar

Com 50 anos de actividade, a Trivalor, SGPS, S.A. é uma holding de capital 100% nacional que actua no segmento de Business & Facility Services, nas áreas de gestão integrada de serviços, serviços partilhados, saúde e segurança no trabalho, restauração colectiva, restauração pública e catering de eventos, vending, representações e logística, produção alimentar, produção industrial, segurança humana e electrónica, limpeza, benefícios e incentivos, manutenção e gestão de facilities, gestão documental e trabalho temporário e outsourcing.

A abrangente oferta de serviços da Trivalor tem como destinatários empresas e outras organizações públicas e privadas, a operar em diferentes sectores - desde a indústria aos serviços (banca, saúde, ensino, forças armadas e de segurança).

www.trivalor.pt

    Alimentação em tempos de Sol

    A Primavera começa no equinócio de Março quando o dia e a noite têm a mesma duração. A cada dia que passa, o dia aumenta e a noite vai encurtando, aumentando o período de luz solar e a energia dentro de nós. É sabido que quando os dias ficam mais compridos, chega mais luz ao cérebro, tendo um efeito positivo no humor porque nos faz sentir mais enérgicos, entusiásticos e criativos. Após o longo período frio do Inverno e das refeições pesadas que habitualmente lhe estão associadas, a par do reflorescimento da natureza, a Primavera é a melhor altura para revigorar a saúde física, renovando o stock nutricional. E como é também o ponto de partida para o Verão, característico pelas temperaturas elevadas e geralmente o período do ano reservado às férias, nada mais indicado do que “limpar” o organismo e depurar os excessos, aproveitando para escolher alimentos e confecções mais leves e saudáveis.

    Sugestões:

    • Evite as confecções ricas em gordura como os fritos, guisados e molhos gordos. Opte por grelhados, assados e estufados. Um bom substituto da maionese e dos molhos típicos de salada é o iogurte.

    • Abuse dos legumes e hortaliças. Nesta altura de calor a sopa é geralmente posta de parte, por isso, compense a sua falta incluindo saladas, legumes crus, cozidos, estufados ou sob a forma de puré nas refeições principais. São ricos em fibras (associadas a uma menor absorção de glicose e colesterol e a uma melhoria do funcionamento intestinal), vitaminas A, complexo B, C, E, K e cálcio, fósforo, magnésio e potássio.

    • Evite as sobremesas doces e aposte na enorme variedade de frutas frescas desta época. O calor faz com que as frutas concentrem mais os seus açúcares naturais que proporcionam um sabor doce intenso, ajudando a saciar a vontade de ingerir açúcares/doces. As frutas, tal como os legumes, são também uma excelente fonte de fibras, vitaminas e minerais. Quando possível, ingira-as com casca (principal localização da fibra). Para variar, pode optar por sumos naturais ou por incluir a fruta no prato principal (a acompanhar a carne ou o peixe ou como componente das saladas).

    • Faça da água a bebida de eleição. A água é a melhor opção para matar a sede, sendo crucial para a regulação da temperatura corporal. Com elevados níveis de humidade, o suor não se evapora rapidamente, impedindo o corpo de libertar calor de forma eficaz. Daí a importância da hidratação, pelo que deve beber água mesmo sem sensação de sede. Pode optar, também, por chás de ervas e tisanas.

    • Evite bebidas carbonatadas, cafeinadas, alcoólicas e açúcaradas – todas estas bebidas contêm conservantes, corantes e/ou açúcares. São ácidas e actuam como diuréticos, provocando a perda de fluidos pela urina e aumentando o risco de desidratação. Para além disso, um consumo excessivo de refrigerantes, devido à presença de ácido fosfórico, pode aumentar os níveis de fósforo no sangue, levando à libertação do cálcio dos ossos para o sangue. Esta deslocação de cálcio pode tornar os ossos porosos e frágeis, aumentar a probabilidade da formação de placa dentária, litíase renal e artrite.

    • Em dias de praia, devido às elevadas temperaturas e à exposição ao sol, deve ter especial atenção na escolha dos alimentos para evitar o risco de toxinfecções alimentares. Para os alimentos de maior risco (pratos preparados com ovos, preparações de carne picada, pescado e marisco) deve garantir que os produtos frios são armazenados em condições de refrigeração (entre 0 e 5ºC) e que os produtos quentes são acondicionados em recipientes isotérmicos que mantenham um mínimo de 65ºC. Se não conseguir garantir estas temperaturas de segurança, opte por outros alimentos com menor risco como as saladas variadas, queijo, fiambre, atum, legumes e fruta fresca.

    Dicas (para elas) gastarem energia sem dar conta:

    - Passear uma hora nas lojas à procura de um biquini (120 kcal)

    - Experimentar biquinis durante 30min (100kcal)

    - Alugar uma bicicleta durante as férias (400kcal/hora)

    - Andar à beira mar (18kcal/min)

    - Dançar (600kcal/hora)

    Dicas (para eles) gastarem energia sem dar conta:

    - Limpar o automóvel e janelas durante 30 min (167kcal)

    - Pescar em geral durante 30min (100kcal)

    - Nadar durante 30min (300kcal)

    - Caçar durante 30min (185kcal)

    - Pescar num barco sentado (3kcal/min)

    Graça Raimundo

    Presidente da Associação Portuguesa de Dietistas

    www.apdietistas.pt