Fechar

Com 50 anos de actividade, a Trivalor, SGPS, S.A. é uma holding de capital 100% nacional que actua no segmento de Business & Facility Services, nas áreas de gestão integrada de serviços, serviços partilhados, saúde e segurança no trabalho, restauração colectiva, restauração pública e catering de eventos, vending, representações e logística, produção alimentar, produção industrial, segurança humana e electrónica, limpeza, benefícios e incentivos, manutenção e gestão de facilities, gestão documental e trabalho temporário e outsourcing.

A abrangente oferta de serviços da Trivalor tem como destinatários empresas e outras organizações públicas e privadas, a operar em diferentes sectores - desde a indústria aos serviços (banca, saúde, ensino, forças armadas e de segurança).

www.trivalor.pt

    Reforçar o sistema imunitário

    O stress prolongado, a má alimentação, as alterações bruscas de temperatura ou o descanso insuficiente contribuem para uma maior fragilidade do nosso sistema imunológico: ou seja, para uma diminuição das nossas defesas. Existem sinais – como sejam um cansaço maior que o habitual, feridas que demoram a curar, dores musculares sem estarem associadas ao exercício, cabelos secos e frágeis – que revelam que as defesas do nosso organismo estão reduzidas. Embora sejam de evitar, tanto quanto possível, os hábitos e situações que podem enfraquecer o organismo, uma alimentação adequada pode ajudar a superar estes períodos.

    Sabia que as calorias influenciam o sistema imunitário?

    Aparentemente o consumo de calorias, tanto em excesso como em defeito, influencia a actividade imunitária. A ingestão excessiva de energia pode afectar a capacidade do sistema imunitário em combater as infecções. Desta forma, a obesidade está ligada a um aumento da incidência de doenças infecciosas. Contudo, também a desnutrição aumenta o risco das infecções: as dietas de emagrecimento com menos de 1200 calorias por dia, ou mesmo com maior número de calorias mas desequilibradas podem potenciar uma diminuição da função imunológica.

    ...e que as gorduras também influenciam?

    Reduzir a gordura na dieta é fundamental não só para o controle de peso mas também para o bom funcionamento do sistema imunitário. Há evidências de que as dietas ricas em gordura tendem a reduzir a resposta imunitária, aumentando o risco de infecções. No entanto, não é só uma questão de quantidade: a origem ou a qualidade das gorduras que introduzimos na nossa dieta diária também é importante. Na nossa alimentação diária devem incluir-se peixes gordos, nozes, azeite, óleos de girassol, soja ou linhaça para garantir um aporte adequado dos ácidos gordos essenciais.

    Recomendações para aumentar as defesas do organismo:

    • Ingerir uma dieta variada, baseada em alimentos frescos, ricos em vitaminas e minerais.

    • Usar, se necessário, as plantas medicinais que ajudam a fortalecer a imunidade (equinácea, tomilho, roseira, alho, folhas de groselha preta, espinheiro, etc.)

    • Dormir um número de horas suficientes para promover o bom funcionamento do sistema imunitário.

    • Praticar actividade física de intensidade moderada (caminhar, natação, ciclismo, etc.)

    • Aprender a ter um ritmo de vida mais tranquilo e evitar o stress.

    Nutrientes que reforçam o sistema imunitário

    Nutriente Fontes Alimentares
    Vitamina C Kiwi, citrinos, morango, acerola, brócolos, couve, salsa
    Vitamina A / Betacaroteno Gema de ovo, leite e derivados, legumes e frutas amarelo-alaranjados (cenoura, abóbora, batata doce) e alguns verdes (espinafre, brócolos, agrião, couve, salsa)
    Vitamina E Azeite, gérmen de trigo, vegetais de folha verde (espinafres, brócolos, nabiças, etc.), frutos secos
    Ácido Folico Vegetais de folha verde, sumos de laranja e de tomate, leguminosas (ervilhas, feijões, etc.)
    Zinco Ostras e outros mariscos, carne e peixe, leguminosas, frutos secos
    Selenio Carne, peixe, marisco, ovos, cereais integrais
    Ferro Aves, carne, peixe, marisco, ovos, vegetais de folha verde, leguminosas, frutos secos.